• lgmota

Troca de ministro não melhorou previsões

NUM FUTURO PRÓXIMO A troca do ministro da Fazenda não mudou as previsões dos economistas para 2016. Apesar das mudanças, o cenário permanece negativo em função das incertezas em relação ao processo de impeachment e ao futuro das contas públicas. A estimativa de consultarias e instituições financeiras é de que o PIB terá nova queda de cerca de dois pontos percentuais, o mercado de trabalho continuará em deterioração e os juros, altos.

‘BABY STEPS’ DO CORTE DE PESSOAL O corte de gastos com pessoal, um dos pontos do pacote anunciado por Dilma há três meses, só chegou a 11% do anunciado. A previsão era cortar 3 mil cargos de confiança, extinguir 30 secretarias especiais e reduzir o salário da presidente do vice. O objetivo era uma economia anual de R$ 200 mi, para ajudar a cobrir o déficit fiscal de R$ 30,5 bi – previsto no Orçamento de 2016. Dos 3 mil cargos, apenas 346 foram cortados e só sete secretarias deixaram de existir. Os salários presidenciais não foram reduzidos.

PROCURANDO DINHEIRO Pronatec e Minha Casa Minha Vida – programas carro-chefe do governo – deixam de ser custeados totalmente pelo Tesouro Nacional. O Minha Casa Minha Vida terá 90% das receitas previstas vinda do FGTS. Para financiar o Pronatec, o governo estuda reduzir as transferências das empresas para o Sistema S e usar o dinheiro no Programa.

POST SCRIPTUM 25% dos médicos brasileiros não atendem convênios em seus consultórios. O número é do relatório Demografia Médica. Os médicos que ainda aceitam planos de saúde, reservam cada vez menos espaço nas agendas para esse tipo de consulta. O levantamento foi feito pela Faculdade de Medicina da USP.

#planosdesaúde #SistemaS #MinhaCasaMinhaVida #médicos #previsão2016 #economia #ajustefiscal #FGTS #DemografiaMédica #DilmaRousseff #cortedepessoal #cortedegastos #Pronatec #MinistériodaFazenda

0 visualização
  • Facebook
  • Twitter

© 2010 by AntBuzz