• lgmota

Processo de impeachment é válido. Agora é com Cunha

Área técnica da Câmara dos Deputados finaliza que sugere dar seguimento ao pedido de impeachment contra Dilma Rousseff, que inclui as possíveis ‘pedaladas fiscais’ de 2015. No entendimento da assessoria jurídica da Casa, o pedido se enquadra no regimento da Câmara e na lei que trata do impeachment e de crimes de responsabilidade. O pedido está baseado em decretos presidenciais deste ano que elevaram os gastos do Executivo em R$ 800 mi, sem o aval do Congresso. Desde 1992, técnicos da Câmara não emitiam parecer favorável a um pedido de impeachment. Cabe ao presidente da Casa, Eduardo Cunha, dar ou não continuidade ao processo. (Folha, Estadão)



O déficit primário da União, Estados e municípios poderá variar de R$ 48,9 bi a mais de R$ 100 bi em 2015. Em ofício enviado ao Congresso pelos ministros da Fazenda, Joaquim Levy, e do Planejamento, Nelson Barbosa, fixaram o valor em R$ 48,9 bi, o que representa 0,8% do PIB. O valor poderá mudar se o Tesouro tiver que pagar as ‘pedaladas fiscais’ e se não entrarem os recursos de relicitação de 29 usinas hidrelétricas. O déficit de 2015 será maior que o de 2014 e também o pior da história do Brasil. Em 2014, a diferença negativa foi de R$ 32,5 bi, equivalente a 0,63% do PIB. (Valor)


O valor de débitos renegociados pelos brasileiros cresceu 14% nos últimos meses. Em setembro, foram renegociados com o sistema financeiro R$ 24,8 bi. Os bancos procuram evitar uma piora nos índices de inadimplência, que atingiu 5,7% em setembro. (Globo)


#dívidas #inadimplência #pedaladasfiscais #MinistériodoPlanejamento #déficit #impeachment #CâmaradosDeputados #EduardoCunha #PIB #DilmaRousseff #MinistériodaFazenda

0 visualização
  • Facebook
  • Twitter

© 2010 by AntBuzz