• lgmota

Popularidade de Dilma, restrição de energia nas capas da…

Popularidade de Dilma, restrição de energia nas capas da segunda

Queda na avaliação de Dilma tornará difícil a aprovação de medidas de interesse do governo no Congresso, como as mudanças nas regras do seguro-desemprego e o Orçamento desse ano. De acordo com a última pesquisa Datafolha, o índice de aprovação do governo caiu de 42% para 23%. (O Globo) Para retomar a popularidade, o Planalto vai mudar a estratégia de comunicação. A ideia é que Dilma cumpra mais agendas, dê entrevistas e retome o programa de rádio “Café com a presidenta”. Assessores avaliam que a presidente deve defender a posição do governo referente à Petrobras e às críticas ao ajuste fiscal. Também estão nos planos mais ações no Legislativo e a construção de uma agenda positiva, com o lançamento da terceira fase do Minha Casa Minha Vida e do Mais Especialistas. (Estadão) A maioria dos brasileiros apoia um racionamento de energia. Na Grande São Paulo, a maioria também apoia um rodízio de água. Esse é o resultado da pesquisa Datafolha, realizadas em 188 municípios no país. A “adoção imediata” da restrição ao fornecimento de luz teve apoio de 65% dos entrevistados. Para quase um terço dos entrevistados, o principal culpado pela crise de energia é o governo Dilma/PT. (Folha) Fontes oficiais garantes que a Petrobras tem recursos para atravessar este ano sem recorrer ao mercado. Mas cabe ao seu novo presidente, Aldemir Bendine tem como prioridade arrumar o balanço da empresa, se acertar com os órgão reguladores norte-americanos e concluir a revisão do programa de investimentos e adequá-lo ao fluxo de caixa. (Valor)

0 visualização
  • Facebook
  • Twitter

© 2010 by AntBuzz