Grécia diz não à política de austeridade da zona do euro

Em plebiscito, a Grécia rejeitou os termos do acordo proposto pelos credores internacionais. 61% votaram não aos termos. O resultado contrariou as pesquisas, que indicavam uma disputa apertada. A rejeição pode agravar a situação finaceira do país e forçar a Grécia a deixar a zona do euro. Além disso, a decisão grega abre precedente para outros países questionarem as políticas de austeridades do bloco. A chanceler alemã, Angela Merkel, e o presidente francês, François Hollande, se reunem para articular uma resposta à Grécia. (Globo, Folha, Estadão)

O ministro da Fazenda, Joaquim Levy, recomenda paciência, persistência, diálogo e persuasão para o país superar o momento de crise. Em entrevista ao Valor, Levy afirmou que a situação fiscal continua a preocupar. Segundo o ministro, os problemas do passado, os receios de falta de energia e a necessidade da Petrobras reagir às novas condições de mercado tiveram impacto na situação econômica atual. 

(Valor)

1 visualização
  • Facebook
  • Twitter

© 2010 by AntBuzz