Governo fecha fevereiro com o pior déficit desde 1997As contas…

Governo fecha fevereiro com o pior déficit desde 1997

As contas do governo central tiveram, em fevereiro, o pior resultado desde 1997. Tesouro, Previdência e Banco Central fecharam o mêm com um déficit de R$ 7,4 bi. No resultado geral, mesmo com as economias de estados e municípios, o país fechou o segundo mês do ano com um rombo de R$ 2,3 bi. As receitas do governo federal cresceram 5,5%, afetadas pela atividade econômica fraca. As despesas, ao contrário, aumentaram em 13,7%. O impacto dos gastos com seguro desemprego e abono salarial foram significativos, atingindo 61,6% de aumento real. Os resultados do mês do carnaval tornam mais difícil atingir a meta de superávit prevista para esse ano, de R$ 66,3 bi – 1,2% do PIB. (Globo, Valor)

O ministro da Fazenda, Joaquim Levy, convenceu os parlamentares a adiar a votação do projeto que regulará o novo indexador da dívida dos estados. O acordo prevê a apresentação de emendas que favorecem o Planalto. (Estadão)

A proposta de Emenda Constitucional que reduz a maioridade penal de 18 para 16 anos foi aprovada pela Comissão de Constituição e Justiça da Câmara. Apesar das tentativas de obstrução do governo e do PT, a Emenda teve 42 votos a favor e 17 contra. O próximo passo será a criação de uma comissão especial, na Câmara, para analisar o mérito da proposta. (Estadão)

A empresa de águas de São Paulo, Sabesp, pretende reajustar suas tarifas acima dos 13,8% autorizados pela agência reguladora de saneamento. A Sabesp justifica o aumento baseada nas consequencias da crise hídrica e dos seus problemas financeiros. O reajuste na conta de água acontece em abril, apenas quatro meses depois de um aumento de 6,49%. (Folha)

1 visualização
  • Facebook
  • Twitter

© 2010 by AntBuzz