• lgmota

França em guerra contra Estado Islâmico

Em resposta ao ataque terrorista da última sexta-feira, o  presidente francês, François Hollande, afirmou que o país está em guerra. Falando na sessão conjunta do parlamento, Hollande propôs mudanças na Constituição para aumentar os poderes do Executivo no combate ao terrorismo. Segundo o presidente francês, um novo tipo de guerra precisa de outros instrumentos para combater os extremistas. Outra proposta foi criar uma coalisão única de forças aliadas com os EUA e a Rússia para combater o EI na Síria e no Iraque. (Globo, Folha, Valor)

Polícias belga e francesas identificaram ontem o suposto mentor e financiador dos atentados em Paris. Abdelhamid Abaaiud, 28 anos, nasceu em Bruxelas e estaria vivendo na Síria. Abaaoud está foragido. Ele e os outros quatro terroristas já identificados receberam treinamentos nas áreas ocupadas pelo Estado Islâmico. A Polícia Francesa realizou até agora 168 operações de busca, apreensão e detenção – 23 suspeitos foram presos. Na Bélgica, as ruas de  Molembeek foram bloqueadas. O  bairro concentra grandes comunidades islâmicas. (Estadão, Folha)

Em seu pronunciamento, François Hollande prometeu intensificar os bombardeios aéreos contra a Síria. A já França aumentou a capacidade ofensiva contra o Estado Islâmico e enviou porta-aviões nuclear Charles de Gaulle ao Mediterrâneo. (Globo, Valor)

Os chefes de Estado que participam da reunião do G-20, na Turquia, confirmaram sua participação da Conferência do Clima, em Paris, no final de novembro. No ambiente de união, criado pelos ataques à Paris, eles prometeram intensificar a busca de um acordo em prol da redução da temperatura no planeta, nos próximos anos. (Valor)

#EUA #terrorismo #Constituição #ataque #Paris #COP21 #EstadoIslâmico #G20 #Síria #Rússia #França #FrançoisHollande #ConferênciadoClima

1 visualização
  • Facebook
  • Twitter

© 2010 by AntBuzz