• lgmota

Dilma vai ao Congresso e pede apoio para reformas


O DISCURSO DO REI O discurso da presidente Dilma na abertura do ano legislativo no Congresso foi um apelo por apoio. Dilma pediu ajuda para retomar o crescimento e empenho na aprovação das medidas para o reequilíbrio financeiros, como a CPMF. A presidente também falou da transposição do rio São Francisco, mudanças das leis trabalhistas e previdenciárias e prometeu adotar o limite para gastos públicos. O lema do governo – a Pátria Educadora – não foi mencionado. Houve vaias e protestos durante o discurso. É a primeira vez, desde 2011, que Dilma participa da cerimônia no Congresso.

NA PRÁTICA O presidente da Câmara, Eduardo Cunha, afirmou que vai analisar as propostas enviadas pelo Executivo. Mas o deputado lembrou que as dificuldades políticas de 2015 podem se intensificar em 2016. As declarações foram feitas após o discurso de Dilma, no Congresso.

LIMITES O ministro da Fazenda, Nelson Barbosa, vai propor incorporar à Lei de Responsabilidade Fiscal um teto às despesas públicas. Essa é a forma de criar um limite legal para o crescimento das despesas. O ministro também prepara uma proposta de reforma da Previdência que estabelece idade mínima para aposentadoria e define um regime único para todos os trabalhadores. Outra proposta do governo é criar uma rotina de reavaliação dos programas e políticas públicas, sob o ponto de vista do seu objetivo e o custo-benefício de manutenção. Essas são algumas das medidas de Barbosa que foram apoiadas pela presidente, Dilma Rousseff, em seu discurso de abertura do ano legislativo, no Congresso Nacional.


POST SCRIPTUM Escritores lusófonos estão reunidos em Cabo Verde para debater os desafios para aproximar os países de Língua Portuguesa.

#discurso #CaboVerde #reformadaPrevidência #NelsonBarbosa #lusofonia #despesaspúblicas #CâmaradosDeputados #EduardoCunha #aposentadoria #LeideResponsabilidadeFiscal #DilmaRousseff #CongressoNacional #MinistériodaFazenda

1 visualização
  • Facebook
  • Twitter

© 2010 by AntBuzz