• Facebook
  • Twitter

© 2010 by AntBuzz

  • lgmota

Dilma pretende reduzir ministérios, mas não divulga quais

Dilma decidiu cortar o número de ministérios para enfrentar a crise financeira. Ainda não se sabe quantos ministérios serão extintos ou fundidos, mas pastas como Pesca e Agricultura e o Gabinete de Segurança Institucional devem ser alvo da reforma. Secretarias como a de Assuntos Estratégicos, Portos e da Micro e Pequena Empresa também devem sentir os impactos. A redução é uma cobrança dos presidentes da Câmara e do Senado, como um gesto político do governo, num momento em que tenta aprovar medidas impopulares. (Estadão)

Bradesco compra o HSBC brasileiro por US$ 5,2 bi – valor acima do esperado pelo mercado. O HSBC já repatriou os funcionários brasileiros que estavam no exterior. Apesar da venda, o banco pretende manter o atendimento a grandes empresas nacionais. A aquisição do sétimo banco brasileiro em atividade no Brasil coloca o Bradesco próximo ao Itaú, o primeiro colocado no ranking por ativos entre os bancos privados. O Itaú está à frente, desde sua a aquisição do Unibando, em 2009. (Valor)

Programas voltados a pedestre perderam espaço na gestão Haddad. O programa de orientadores em cruzamentos da cidade foi encerrado. Os agentes que orientavam a travessia na faixa integravam um programa implantado em 2011. Depois de um ano, o número de mortes de pedestre nas faixas havia caído 12%. A prefeitura diz que para melhorar a segurança dos pedestres tem implantado a redução de velocidade nas pistas. Haddad pretende também lançar um programa para ampliar a largura das calçadas. (Folha)

Aterros sanitários clandestinos no Rio de Janeiro são controlados por traficantes. Eles cobram R$ 40 para liberar um caminhão de até 10 toneladas de resíduos. As cinco áreas clandestinas ficam às margens da Baía de Guanabara. (Globo)

0 visualização