• Facebook
  • Twitter

© 2010 by AntBuzz

  • lgmota

Bondades do governo já somam R$ 125 bi

Depois do reajuste dos servidores públicos, da renegociação da dívida dos estados e da ajuda ao estado do Rio de Janeiro, o governo aumenta em 12,5% o Bolsa Família. O aumento ficou acima dos 9% propostos pela presidente afastada, Dilma Rousseff. O considerado ‘pacote de bondades’ já soma R$ 125 bi em gastos e renúncias fiscais.

SÓ O BOLSA FAMÍLIA

O impacto previsto do programa mais popular do governo é de R$ 2 bi esse ano. Até 2019, a previsão é de R$ 26 bi a mais.

FIM DA DESONERAÇÃO

Uma das sugestões da área econômica do governo é extinguir o pacote de desoneração da folha de pagamento das empresas.

QUANTO CUSTA

De acordo com a área técnica do Ministério da Fazenda, cada emprego criado ou mantido com base nas desonerações custou entre R$ 58 mil e R$ 67 mil – um preço alto, considerando que a média de salário pago é de R$ 1,6 mil

IDEIA ANTIGA

O primeiro movimento nesse sentido já foi feito ano passado, quando o Congresso aprovou parcialmente a medida provisória enviada pela Fazenda, que aumentava a contribuição previdenciária para até 4,5%.

SOLTO

O ministro do STF, Dias Toffoli determinou a soltura de Paulo Bernardo. Bernardo, ex-ministro dos governos Lula e Dilma, foi preso no último dia 23. Ele é acusado de participar do desvio de dinheiro de taxas de empréstimo consignado. O esquema ocorria no Ministério do Planejamento.

POST SCRIPTUM Começou em Parati (RJ) a maior festa literária do país.

#BolsaFamília #desviodedinheiro #folhadepagamento #MinistériodoPlanejamento #aumento #PauloBernardo #Paraty #prisão #Flip #desoneração #STF #cortedegastos #RiodeJaneiro #MinistériodaFazenda

0 visualização